Planejamento Estratégico | 10 MINUTOS PARA LER

Planejamento Black Friday 2022: estratégias para vender mais

quando é a black friday

A Black Friday é uma das datas mais esperadas pelo comércio no Brasil todo. Na verdade, também é aguardada pelos consumidores que procuram melhores preços para os produtos na sua lista de compras.

Esse evento que sempre foi popular nos Estados Unidos, ganhou força nos últimos anos aqui no nosso país. O dia da Black Friday acontece anualmente na última sexta-feira do mês de novembro.

A data é uma oportunidade para as empresas aumentarem o número de vendas consideravelmente. Mas e o seu negócio, está preparado para oferecer a melhor experiência aos clientes e aproveitar ao máximo o evento?

Em meio a tanta concorrência, para se destacar das outras lojas do seu segmento é preciso criar um planejamento estratégico de marketing. Alinhando os objetivos e como conquistá-los.

A seguir, você vai entender como criar um planejamento estratégico eficiente para a sua empresa vender mais na Black Friday e conhecer também o uso de ferramentas essenciais como o CRO. Continue lendo para saber mais.

Conteúdo

Como criar um planejamento estratégico para a Black Friday?

O gestor da empresa deve saber que a Black Friday não acontece apenas na data da última sexta-feira de novembro e sim dias antes. Isso porque, os consumidores interessados já começam a fazer pesquisas de preço e qualidade.

Logo, a missão da marca para esse evento é conseguir oferecer a melhor experiência ao cliente desde o início do processo de procura. Para que assim, no final ele possa concluir a compra no seu site e não no do concorrente.

Para conquistar esse objetivo é necessário traçar um plano estratégico de marketing para alinhar quais são as metas da empresa e qual será o caminho para atingir todas elas.

O foco deste texto será mostrar como construir esse planejamento, mas também como aproveitar a tecnologia a favor do seu negócio. Assim, o seu e-commerce pode se tornar muito mais atrativo ao cliente.

Veja agora dicas de como criar um planejamento estratégico para a Black Friday de 2022:

1. Descubra as necessidades e desejos do público-alvo

Não é possível elaborar estratégias se você ainda não sabe o que o seu público-alvo está buscando na hora da compra. Por isso, a primeira etapa do planejamento deve ser uma pesquisa para coletar dados sobre os consumidores.

A ideia é utilizar a tecnologia para encontrar essas informações, existem várias formas de monitorar o desejo de compra dos brasileiros. Por exemplo, por meio das redes sociais.

Plataformas como o Twitter, permitem que você faça uma pesquisa com palavras-chaves do seu segmento que podem revelar dados sobre o comportamento do público para esse ano.

A NielsenIq é uma empresa que conta com melhores profissionais analistas de dados e cientistas, simplificando a complexidade das informações do mundo do e-commerce e revelando poderosos insights através de histórias claras e convincentes.

Eles capturam informações reais, para permitir que você pense no futuro e tome decisões com segurança. A empresa disponibiliza o Webshoppers em seu site e você pode acessar clicando aqui.

Além das ferramentas citadas acima você ainda pode contar com o Google Analytics vinculado em seu site ou até mesmo o Google Trends, que são ferramentas gratuitas.

2. Analise os resultados dos últimos anos de Black Friday

Outra parte importante do planejamento é olhar para o histórico da empresa, nesse caso em específico, para os resultados obtidos nos últimos anos no dia do evento de Black Friday.

Faça uma análise de quais foram os produtos mais vendidos, quais foram as estratégias usadas anteriormente e qual foi o feedback dos clientes que tiveram a experiência com a loja.

Assim, será possível fazer um diagnóstico das ações que podem ser mantidas pela marca e do que precisa ser melhorado. Além de priorizar os produtos que costumam ser mais procurados pelos consumidores.

3. Prepare-se para atender a alta demanda

O atendimento ao público oferecido por uma empresa faz toda a diferença na conversão final em vendas. Por isso, esteja preparado para receber os clientes e proporcionar uma ótima experiência de compra.

Mesmo se o seu negócio é local e não costuma ter um movimento muito grande, é importante lembrar que o público procura por descontos nesse dia de Black Friday e que a demanda pode sim aumentar.

Logo, a dica é estar com a sua loja física e o seu e-commerce prontos para oferecer um serviço de qualidade. Planeje com sua equipe de colaboradores para que consigam atender a todos, inclusive as dúvidas que podem surgir nas redes sociais.

é plano de marketing black friday

4. Desenvolva estratégias eficientes

Com todas as informações em mãos e um diagnóstico pronto do que o consumidor está procurando nessa Black Friday, é hora de elaborar as estratégias que vão te diferenciar do concorrente e te fazer a escolha do público.

Se o seu comércio funciona no formato físico e online, é preciso pensar em ações para ambos, lembrando que cada um possui as suas características. Assim como quem tem apenas loja virtual.

A ideia é facilitar o processo de compra do cliente, tornando a sua experiência o mais agradável possível. Lembrando de criar um conjunto de ações também para as redes sociais da empresa.

5. Invista em tecnologias de otimização

Por fim, depois de passar por essas etapas do planejamento, a dica final é utilizar ferramentas que podem melhorar ainda mais as suas vendas. As chamadas estratégias de otimização são aplicadas principalmente nos e-commerces.

Com elas, é possível tornar o site do seu negócio muito mais atrativo e aumentar a taxa de conversão em vendas. Assim, o dia da Black Friday pode render mais lucros do que o esperado.

Uma das estratégias mais implementadas nas empresas, inclusive nos grandes nomes do comércio, é chamada de CRO. Logo abaixo você vai entender o que é e como utilizar a seu favor. Continue a leitura!

O que é estratégia de CRO?

A sigla CRO é a abreviação para o termo em inglês “Conversion Rate Optimization” que em sua tradução significa “Otimização da Taxa de Conversão”. Ou seja, uma estratégia que tem como objetivo o aumento do número de conversão de clientes.

Para quem não sabe o que é essa taxa de conversão mencionada, trata-se de um índice de desempenho que acompanha quantas das visitas que o seu site recebeu resultaram, de fato, em vendas.

Então, para conquistar o objetivo de aumentar o valor da conversão, são criados elementos que ajudam o site da empresa a se tornar mais atrativo ao consumidor e com maiores chances de o visitante realizar uma compra no e-commerce.

A otimização acontece por meio de testes que avaliam quais ações dentro do site entregaram resultados positivos e quais não funcionaram como o esperado, fazendo as alterações necessárias no processo.

Essa é uma forma de aproveitar ao máximo a oportunidade que a Black Friday oferece ao comércio. Aumentando assim as vendas nessa época que os consumidores estão mais atentos aos sites de compras online.

Por que investir em CRO?

Muitos gestores de empresas acreditam que ao criar um site as vendas virão naturalmente, porém, não é essa a realidade. Até mesmo os grandes nomes do comércio têm dificuldades para manter em alta as suas conversões no e-commerce, mesmo em tempos de Black Friday.

Por isso, nessas horas um bom planejamento estratégico faz diferença e pode ser o que tanto diferencia um negócio de sucesso. Dentro desses planos, o trabalho de CRO é essencial para aumentar as vendas online.

Engana-se quem pensa que investir em otimização só é possível para as grandes empresas, os negócios locais podem se beneficiar e muito com esse diferencial na sua campanha de Black Friday.

Confira a seguir, as principais vantagens do CRO:

Mais vendas em menos tempo

O desejo de qualquer comércio é obter um bom lucro em um período curto de tempo, por isso, essa é uma das razões para você começar a implementar o CRO na sua empresa.

As estratégias de otimização de conversão conseguem fazer com que um negócio venda mais em menos tempo. Gerando assim, uma economia de dinheiro gasto para atingir as metas estabelecidas para a data.

Não é necessário aumentar a carga de trabalho

Se o seu e-commerce é atrativo o suficiente para convencer o consumidor a completar a compra, isso acontecerá não só com um visitante, mas com uma boa quantidade de usuários que passarem pelo site.

Logo, o número de vendas da empresa aumenta sem que para isso os colaboradores tenham que aumentar a carga de trabalho. Pequenos ajustes podem melhorar o desempenho sem sobrecarregar a equipe.

Baixo custo de aquisição de cliente

Quem trabalha na gestão de um negócio, seja qual for o segmento, sabe os custos que envolvem a aquisição de um cliente. Ou seja, conquistar o potencial consumidor para de fato comprar o seu produto ou serviço.

Com o CRO esse custo é menor, visto que, será utilizado um conjunto único de estratégias para converter o máximo possível de clientes. Quando unido a outras ações do marketing pode resultar em resultados ainda melhores.

Melhora no ticket médio

Além de todos esses benefícios já citados, o uso de CRO pode aumentar o ticket médio da empresa. Ou seja, se feito corretamente, é uma forma de ampliar os lucros do seu negócio.

Isso porque, quando o consumidor já tem a intenção de comprar um produto, é mais fácil convencê-lo a levar outros. Para que funcione, o site precisa estar otimizado a oferecer recomendações relevantes ao cliente.

marketing para vendas final de ano

Como aplicar a estratégia de CRO para vender mais?

Depois de conhecer as vantagens dessa estratégia, você pode se perguntar como aplicar ela na prática. Para desfrutar de resultados positivos é preciso que cada etapa do processo seja feita com atenção.

Saiba agora quais são os passos fundamentais na hora de construir uma estratégia de sucesso com CRO para o seu e-commerce para a Black Friday 2022:

1. Coleta de dados

A primeira etapa antes de tudo é coletar informações importantes para desenvolver ações dentro da estratégia pretendida. Somente assim será possível pensar em alterações efetivas para o seu site.

Logo, faça pesquisas que encontrem dados relevantes para otimizar o desempenho das vendas. Você pode encontrar informações com análises de métricas, entrevistas com clientes, questionando os visitantes da página, entre outros.

2. Análise das informações coletadas

Com os dados em mãos, o próximo passo é interpretar o que essas informações revelam em relação ao comportamento do cliente com o seu site. Procurando entender o que funciona e o que precisa de ajustes.

A dica é analisar esses dados a fundo, não apenas como números. Ou seja, descobrir quais são as reais necessidades e desejos do consumidor com a marca e o que a sua empresa pode fazer para atingir isso.

3. Realização de testes

Depois do mapeamento das informações e diagnóstico dos problemas presentes, é hora de testar na prática os ajustes elaborados para solucionar as questões levantadas anteriormente.

Os chamados “testes A/B” são uma forma de experienciar diferentes variáveis, comparando resultados. Assim, será possível avaliar o que entrega mais desempenho de performance.

4. Monitoramento dos resultados

Os testes realizados vão mostrar quais são as variantes que obtiveram melhores resultados quando se trata de atrair os clientes. Porém, o processo de otimização não acaba aí.

Além de colocar em prática, é preciso monitorar de perto o desempenho. Depois que for possível afirmar que os ajustes foram efetivos, eles são implementados de fato no site.

5. Renovar o processo de otimização

Se você acha que a estratégia de CRO termina quando acerta a primeira otimização, está enganado. O mercado muda de forma muito rápida e com ele o comportamento do consumidor em relação a compra.

Logo, os elementos criados para atrair o público, em questão de tempo, podem não ser mais eficientes. Por isso, é essencial repetir as etapas anteriores e estar em constante monitoramento da estratégia.

Quais as principais ferramentas de CRO?

Para executar com eficiência as atividades de CRO é preciso utilizar um conjunto de ferramentas. Elas vão ajudar a tornar o processo de otimização da conversão de vendas mais prático.

Essas ferramentas envolvem as três principais áreas: pesquisa, métrica e a parte de testes. O próprio Google oferece alguns desses serviços, inclusive campanhas de performance para as empresas interessadas.

Confira agora alguns exemplos de ferramentas de CRO para cada função:

  • Ferramentas de pesquisa: a Qualaroo possibilita pesquisas com usuários do site, a ferramenta de questionário SurveyMonkey também é uma boa opção;
  • Ferramentas para acompanhar métricas: o Google Analytics é uma das mais conhecidas opções para a análise de métricas, assim como a MixPanel e a KissMetrics também são recomendadas;
  • Ferramentas de testes: o Google Optimize é gratuito e permite testar ajustes feitos, podemos citar também a CrazyEgg e Unbounce que são versões pagas.

Essas são só algumas das tantas ferramentas que podem ajudar na otimização da taxa de conversão do site do seu negócio nessa Black Friday 2022. Elas estão disponíveis em versões sem custo e versões pagas.

Depois de todas as informações e dicas aqui abordadas, não perca mais tempo. É hora de colocar em prática tudo que aprendeu, criar um planejamento estratégico e utilizar o CRO para vender mais na Black Friday!

Junte-se a mais de 50.000 empresários

Seja o primeiro a saber quando publicarmos um novo post!

Ahh! Gostou deste artigo? Não esqueça de compartilhar.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter